A+ A-

Dia C 2019: Unimed Juiz de Fora sedia lançamento regional para cooperativas

Em abril, recebemos representantes de cooperativas da nossa região para lançamento do Dia C 2019. Criado há dez anos pelo Sistema Ocemg, o Dia de Cooperar é o voluntariado em ação, contribuindo para o desenvolvimento social e a transformação de realidades. Com o passar do tempo, o movimento - nascido em Minas - ganhou dimensão e força, agregando mais de mil cooperativas em todo o Brasil.

Nos dias 17/4 e 18/4, a Unimed Juiz de Fora abriu suas portas para o Workshop de Elaboração de Projetos Sociais, iniciativa que tem viajado o Estado, capacitando cooperativas para a formatação de ações contínuas de voluntariado. Juntos, representantes de associações dos mais diversos segmentos partilharam ideias e experiências para mudar a vida das pessoas. "O Dia C é, hoje, uma alavanca do cooperativismo mineiro e em todo o País, com reconhecimento internacional, inclusive. Sou convicto de que o verdadeiro cooperativismo é o melhor caminho, é o equilíbrio do qual precisamos - tem compromisso com resultados, mas, principalmente, se preocupa com as pessoas", ressaltou o presidente da Unimed Juiz de Fora, Hugo Borges, nas boas-vindas aos participantes.

Propósito para transformar

Ações de transformação social necessitam de propósito e continuidade, observou a analista de Promoção Social da Ocemg Rouzeny Zacarias, que conduziu os trabalhos durante o workshop na companhia da também analista Cláudia Mello. Existe um caminho a ser percorrido na estruturação de iniciativas que realmente contribuam para o outro, que tenham impacto e poder de transformação. Foi justamente para aprender esse passo a passo que cooperativas da nossa região se encontraram no lançamento regional do Dia C.

Isla Fernandes, que atua no Marketing do Sicoob Uni Sudeste, veio de Viçosa para experienciar as etapas de preparo de um projeto social. A cooperativa é estreante no Dia C. "No workshop, conseguimos realizar nossas ideias de forma bem simples, clara, muito dinâmica e com bastante conceito", contou, acrescentando que o momento é de muita empolgação e vontade de fazer acontecer. O encontro regional atraiu profissionais das áreas de saúde, crédito, e do segmento cultural. Cássio Lopes é da Arteria, cooperativa de Viçosa formada há seis anos por artistas, técnicos e produtores mineiros; a organização representativa também acaba de se juntar ao Dia C. "A ideia é intercooperação. É uma oportunidade de expandirmos contatos com outras cooperativas, trabalhar em parceria, e não mais isoladamente", destacou Lopes.

Cooperativismo feito de pessoas

"Eu me apaixonei pelo cooperativismo", afirmou Marciano de Jesus, do Sicoob Credisudeste, com sede em Muriaé. Formado em Gestão de Cooperativas, ele também acredita nessa filosofia de vida como instrumento de profunda transformação. O protagonismo é de cada indivíduo. "É o único modelo no qual as pessoas são os principais atores. O foco do cooperativismo está nas pessoas", pontuou, lembrando, ainda, que o olhar voltado ao social "está no DNA das cooperativas, no 7º Princípio, de interesse pela comunidade, e em valores como a solidariedade", alicerces deste movimento social e econômico de colaboração criado há quase 200 anos e atual como nunca. "Eu cheguei até aqui com apoio de um projeto social, um curso comunitário. A minha vida foi transformada pela cooperação, e eu também quero transformar a vida de outras pessoas."

A agente de desenvolvimento cooperativista do Sicoob Coopemata, Lorena Miranda, leva novas ideias para Cataguases depois do workshop. A organização já é veterana do Dia C e desenvolve projetos pontuais e contínuos, muitos deles no Centro Cultural Sicoob Coopemata. "Neste ano, a Ocemg trouxe uma 'pegada' nova para construirmos o projeto. Eu aproveitei a oportunidade com um foco diferente, para realmente mobilizar a cooperativa em uma ação contínua. Agora, vamos propor um novo formato, com trabalho voluntário dos nossos colaboradores, voltado para a educação financeira", adiantou Lorena, destacando a importância de acompanhar a transformação de realidades. "Temos de começar a medir aquilo que conseguimos transformar na vida das pessoas, essa também é uma proposta do Dia C", concluiu.

"Durante o workshop, passamos por todas as etapas de elaboração de um projeto de responsabilidade social, desde o diagnóstico até o controle de indicadores e relatório final. Foi muito produtivo! A turma conseguiu levar seus projetos escritos, e aqueles que já tinham algo previsto ressignificaram iniciativas, o que é muito importante. É necessário entender que não basta doação pela doação; é preciso questionar o porquê de tal ação, se faz ou não sentido, quais os impactos para quem recebe... Tivemos um encontro muito participativo, com diversos cases em discussão, daí surgiram novas ideias. Foi uma delícia. Saio superfeliz!", avaliou a analista de Promoção Social da Ocemg Rouzeny Zacarias.

Solidariedade. As inscrições para o Workshop de Elaboração de Projetos Sociais foram gratuitas, bastava que cada participante doasse 5 kg de alimentos não perecíveis. Todos os itens arrecadados - cerca de 50 kg - foram entregues à Sociedade Beneficente Mão Amiga na última quinta-feira (18/4). A instituição apoia famílias do bairro Ipiranga e região e de mais duas comunidades rurais da cidade.

Sobre o Dia C

O Dia de Cooperar é um movimento reconhecido mundialmente como o maior programa de voluntariado cooperativista. Em 2018, em Minas Gerais, o Dia C reuniu 263 cooperativas, de 345 municípios, com aproximadamente 54 mil voluntários atuando em benefício de 1.079.729 pessoas. As iniciativas sociais acontecem durante todo o ano, mas o primeiro sábado de julho é símbolo das ações cooperativistas.

 
 
Copyright © 2008 Unimed Juiz de Fora. Todos os direitos reservados.
Av. Rio Branco 2540 - Centro | Juiz de Fora - MG | 2ª a 6ª feira, das 8h às 18h | SAC 24h: 0800 030 11 66
CNPJ: 17.689.407/0001-70
Desenvolvido por logo da Handcom